Lúcifer É Um Esquerdista

~ terça-feira, 6 de julho de 2010

Este é um excelente artigo do meu amigo Anatoli Oliynik "Esquerdista: quem é ele?". Aproveito para inserir neste texto as semelhanças do caráter de Lúficer com um esquerdista (leia-se a turma do Lula, Foro de São Paulo, as Farc, Cuba, China, etc.):

O esquerdista é um doente mental que precisa de ajuda e não sabe. Um sujeito miserável que necessita da piedade humana. Mas cuidado com ele. Por ser um ser desprezível, abjeto, infame, torpe, vil, mísero, malvado, perverso e cruel, todos sinônimos é verdade, mas insuficientes para definir seu verdadeiro perfil, ele é perigoso e letal.


Lúcifer também é um doente mental. "E por haver caído do céu, tendo-se tornado miserável para sempre, aprocurou também a miséria de toda a humanidade. pois ele procura tornar todos os homens tão miseráveis como ele próprio."(2 Néfi 2:18, 27)

É um sociopata camuflado, um psicótico social que imagina ser Deus e centro do mundo. Na sua imaginação acha que é capaz de solucionar todos os problemas da humanidade e do mundo manifestado, mas que na verdade quer solucionar os seus próprios, que projeta nos outros para iludir-se de ser altruísta.

No grande conselho pré-mortal, Lúcifer queria ser o mediador. Mas a sua intenção era ocupar o trono de Deus e não estava disposto a fazer a vontade do Pai Celestial. "E eu, o Senhor Deus, falei a Moisés, dizendo: Aquele Satanás a quem tu deste ordem em nome de meu Unigênito é o mesmo que existiu desde o princípio; e ele apresentou-se perante mim, dizendo: Eis-me aqui, envia-me; serei teu filho e redimirei a humanidade toda, de modo que nenhuma alma se perca; e sem dúvida ceu o farei; portanto dá-me a tua honra. Mas eis que meu Filho Amado, que foi meu Amado e meu Escolhido desde o princípio, disse-me: Pai, faça-se a tua vontade e seja tua a glória para sempre. Portanto, por ter Satanás se rebelado contra mim e procurado destruir o arbítrio do homem, o qual eu, o Senhor Deus, lhe dera; e também por querer que eu lhe desse meu próprio poder, fiz com que ele fosse expulso pelo poder do meu Unigênito. E ele tornou-se Satanás, sim, o próprio diabo, o pai de todas as mentiras, para enganar e cegar os homens e levá-los cativos segundo sua vontade, sim, todos os que não derem ouvidos a minha voz." (Moisés 4:1-4)

É um invejoso. A inveja é a sua marca registrada. Sente ódio doentio e permanente pelas pessoas de sucesso, notadamente aquelas realizadas financeira e economicamente. O sucesso alheio corrói suas entranhas. É aquele sujeito que passa pelo bosque e só vê lenha para alimentar a fogueira de seu ódio pelo sucesso alheio.

Em Capernaum, Jesus expulsou demônios de um homem que depois possuiram os corpos de porcos. "E, tendo saído os demônios do homem, entraram nos porcos, e a manada precipitou-se de um despenhadeiro no lago, e afogou-se." (Lucas 8:33). O Élder James E. Talmage comenta esta necessidade (inveja) dos demônios possuirem um corpo: "Os demônios que tomavam posse dos homens, anulando seu livre-arbitrio e compelindo-os a obedecerem a ordens satanicas, são os anjos do demonio, sem corpos, cujo triunfo é afligir os mortais e-se possivel, impeli-los ao pecado. Para alcançarem a satisfação de ocupar um corpo de carne, esses demônios anseiam até mesmo por corpos de animais" Além disso, ele se incomoda com os santos que agarram a barra de ferro.

É um fracassado em todos os sentidos. Para justificar o seu fracasso busca desesperadamente culpados para a sua incompetência pessoal, profissional e humana. No seu conceito, a culpa é sempre dos outros, nunca atribuída a ele mesmo. É um sujeito que funciona como uma refinaria projetada para transformar insatisfações pessoais e sociais em energia pura para promover a revolução proletária.

"Na verdade, ele é covarde, e se ficarmos firmes, ele recuará." Presidente James E. Faust

É um cínico. Não no conceito doutrinário de uma das escolas socráticas, mas no sentido de descaramento. Portanto, um sujeito sem escrúpulos, hipócrita, sarcástico e oportunista. Para justificar seu fracasso e sua incompetência pessoal, se coloca na condição de defensor do bem-estar da sociedade e da humanidade, quando na verdade busca atender aos seus interesses pessoais, inconfessos. Para isso, se coloca na postura de bom samaritano e entra na vida das pessoas simples e desprovidas da própria sorte, com seu discurso mefistofélico.

Néfi nos deixou a fórmula ou padrão de ação de Satanás:


“E a outros pacificará e acalentará com segurança carnal, de modo que dirão: Tudo vai bem em Sião; sim, Sião prospera. Tudo vai bem — e assim o diabo engana suas almas e os conduz cuidadosamente ao inferno. E eis que a outros ele lisonjeia, dizendo-lhes que não há inferno; e diz: Eu não sou o diabo, porque ele não existe — e assim lhes sussurra aos ouvidos até agarrá-los com suas terríveis correntes, das quais não há libertação.” (2 Néfi 28:21–22)

A Primeira Presidência descreveu Satanás: “Ele trabalha tão bem disfarçado, que muitos não o reconhecem, nem a seus métodos. Não existe crime que não cometa, nem devassidão que não invente, nem praga que não envie, nem coração que não despedace, nem vida que não tome ou alma que não destrua. Vem como o ladrão à noite; é um lobo disfarçado em pele de cordeiro”. Satanás é o mestre mundial no uso da lisonja; ele conhece a grande força da língua e da fala, um poder que seus servos estão sempre utilizando. Ele sempre foi uma das grandes forças do mundo.

É um ateu. Devido a sua psicose, já comentada anteriormente, destitui Deus e se coloca no lugar d’Ele para distribuir justiça, felicidade e bem-estar social, solucionar todos os problemas do mundo e da humanidade, dentre outros quejandos. É um indivíduo que tem a consciência moral deformada e deseja, acima de tudo, destruir todos os valores cristãos e construir um mundo novo, segundo suas concepções paranóicas.

O seu propósito era um novo modelo de exaltação, provavelmente diferente daquela que temos esperança, junto ao Pai Celestial. Agora o seu plano é reinar o mundo e, posteriormente, o inferno. Usa de todas as suas armas, mídia, cultura-deformada, pornografia, divorcio, politicos, etc. E o pior: é mentiroso. Das grandes mentiras esta tem destruído gerações: "E eis que a outros ele lisonjeia, dizendo-lhes que não há inferno; e diz: Eu não sou o diabo, porque ele não existe." (2 Néfi 28:22)
É um narcisista. A sua única paixão é por si mesmo, embora use da artimanha para parecer um sujeito preocupado com os outros, no fundo não passa de um egoísta movido pelo instinto de autoconservação.

"E Satanás apareceu no meio deles, dizendo: Eu também sou filho de Deus", assim ensinou ele a posteridade de Adão. A Caim ele parecia um bom sujeito e disse: "E Satanás ordenou-lhe, dizendo: Faze uma oferta ao Senhor." (Moisés 5:13,18). Ele dificilmente pede para fazer algo terrivel a principio.
É um niilista. Um sujeito que renega os valores metafísicos divinos e procura demolir todos os valores já estabelecidos e consagrados pela humanidade para substituí-los por novos, originários de sua própria demência. Assim, ele redireciona a sua força vital para a destruição da moral, dos valores cristãos, das leis etc. Sua vida interior é desprovida de qualquer sentido, ele reina no absurdo. É o “profeta da utopia” e o “filósofo do nada”.

"Não precisa mais de casamento (1 Timoteo 4:3)". "Podemos adiar filhos." "Religião não salva". "Não existe profetas hoje em dia". "Faltar um domingo só não fará mal". "Jesus foi mais um grande líder". "Vamos destruir tudo pra ganhar no grito (MST, líderados que não apóaim lideres nas alas)". "Meus pais estão atrasados, hoje o mundo está diferente". "Vou ler livros de auto-ajuda ao invés das escrituras".

É um genocida cultural. Na sua vasta ignorância da realidade do mundo manifestado, o esquerdista acha que o mundo é a expressão das idéias nascidas de sua mente deformada e assim se organiza em grupos para destruir a cultura de uma sociedade, construída a custa de muitos sacrifícios e longos anos de experiência da humanidade.

Isto é manifestado a cada geração. Com a sua poderosa influência, a cada década a cultura e/ou opinião pública muda. O que era desprezivel ontem, hoje é bem aceito. Por exemplo, top-less, roupas fora dos padrões, aborto, homossexualismo e parada gay, imagens sexuais no horário nobre, namoro super precoce, casamento sem virgindade, divórcio, musicas inapropriadas, falta de leitura, palavrões, corrupção.

Agora que você conhece algumas características do esquerdista, fica um conselho: jamais discuta com um deles, porque a única coisa que ele consegue falar é chamá-lo de reacionário, nazista, capitalista e burguês. Ele repete isso o tempo todo e para todos que o contradizem, pois a única coisa que sua mente deformada consegue assimilar, são essas palavras. Com muito custo ele consegue pronunciar mais um ou dois verbetes na mesma linha aos já descritos, todos para desqualificá-lo e assim expressar a sua soberba.

Os conceitos atribuídos ao esquerdista se aplicam em gênero, número e grau aos socialistas, marxistas, leninistas, stalinistas, trotskistas, comunistas, maoístas, gramscistas, fidelistas, chevaristas, chavistas e especialmente aos membros da família dos moluscos cefalópodes.

Para finalizar, porém longe de esgotar o assunto, o esquerdista é aquele sujeito cuja figura externa é enormemente maior que a própria realidade. Sintetiza o cavaleiro solitário no deserto do absurdo, cuja ambição diabólica é querer mandar no mundo.

Segundo Shakespeare, Lúcifer é um cavalheiro. Ele é sutil, discreto, velho, muito velho, nos conhece, não tem chifres, poucos o percebem. Assim é também os esquerdistas.

----------------------------------------------------------

anatollipovistliet.blogspot.com
Presidente James E. Faust, "As Forças Que Nos Salvarão", Liahona Janeiro 2007.
James E. Talmage, "Jesus, O Cristo".

2 Comentários:

AnjoMoroni.com.br disse...

Puxa! Este foi um dos mais completos estudos sobre Lúcifer que eu já vi. Pessoalmente, acredito que Lúcifer é uma pessoa admirável. Ele simplesmente teve uma idéia diferente e foi cabeça dura o suficiente para defendê-la até o final.

E ninguém pode dizer que a idéia foi ruim. Um terço de todos os filhos de Deus (metade de todo mundo que nascerá em toda história da Terra) apoiou a sua idéia até o final. E se Lúcifer era o partido de direita? - O eterno paternalismo! Cristo foi o esquerdista, o Lula, deixando todo o poder na mão do povo e de Deus!

Temos muito para aprender... Abração!

Peri disse...

Isso ai! Temos muito o que aprender mesmo. Mas Lucifer foi o cara, era um anjo...

Abraços

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails